quarta-feira, 6 de abril de 2011

COMO COMEÇAR A USAR UM KILT? Parte 1



*Este post diz respeito a kilt e outras roupas sem bifurcação


     Sei que há vários homens que já conhecem o kilt e admiram os corajosos que assim o vestem com os valores de decência, virilidade e elegância, no entanto, não possuem um kilt ou mesmo ainda não sabem como utilizar. Este post foi elaborado para você que deseja vestir tal peça e não sabe por onde começar.

     Convém lembrar que já temos aqui no blog um post sobre tipos de kilt, o que fica melhor etc. Acesse aqui. O que pretendo contar hoje é algo mais referente ao comportamento e as estratégias de onde, como, quando e porque trajar saia.

     Como todos já sabem, homem de saia é algo bastante ousado e inovador, sendo assim, é adequado seguir algumas reflexões:


1- Por que quero utilizar?

Esta é uma pergunta muito individual, cada homem saberá o motivo de usar saia. Pode ser para impressionar as mulheres, causar impacto nas pessoas, combinar com o resto do look ou simplesmente por ser ideal nas altas temperaturas. Mas, apesar de tudo, algo deve ser verdadeiramente comum em todos nós, o gosto pela elegância e a compreensão de que uma roupa passa uma mensagem.


2- Onde e quando me vestirei desta forma?
 

Selecionar o local adequado é tão prudente quanto selecionar a ocasião. Este tópico também é algo que passa por nossos valores pessoais e atividades individuais. Você não irá vestir um kilt para  ir à igreja,  ao trabalho, aos almoços da família de sua sogra, jogar futebol ou mesmo assistir a final entre Corinthians e Palmeiras no Morumbi. Deve ser pensado como um traje fashion e não tradicional. É como se fosse um traje social, ninguém vai de terno e gravata para a praia, não é mesmo?

Kilt é próprio para sair com os amigos para um jantar, happy-hour, balada, festas da faculdade e mesmo quando estiver com menos pessoas com você.  Isto, é claro, além dos nossos queridos eventos alternativos (piqueniques vitorianos, piqueniques góticos, chás das cinco, saraus, entre outros). 

Já percebi que nos eventos alternativos mais convencionais (baladas góticas) e mesmo nos cenários mais habituais (Galeria do Rock) vários rapazes e moças ficam surpresos quando me vêem de kilt. São várias expressões: aprovação, reprovação e espanto, algo como "não sabia que isto existia!". Já nos saraus, mesmo quando estive pela primeira vez, nem os escritores e nem o público ficaram espantados, julgaram e julgam normal. É necessário que esteja preparado para as caras das pessoas.

Vale a ressalva de que não é apenas uma saia que deve estar apropriada ao contexto, também o resto como casacos, camisas, botas, tênis etc


 3 - Eu moro na periferia/ subúrbio, como posso sair de kilt sem ser notado e evitar problemas?


Muitas pessoas aderem ao método "cinderela", isto é, saem de casa de bermuda e vestem o kilt noutro lugar. Existem estratégias melhores como utilizar um sobretudo ou um trench-coat. Meia-calça grossa também auxilia num processo de ilusão de ótica, quando se anda de kilt preto mais reto e com abertura no meio é possível acreditar que o caminhante esteja de calças, por exemplo. Caso não queira reparar nos vários olhares que te lançarem, basta utilizar o boina que tapará seus olhos. Mas em todos os casos, sobretudos e trench-coats é que são perfeitos. Penso que para quem deseja começar a usar esta é a melhor estratégia.




5 comentários:

Febo Vitoriano disse...

Algum item a mais a discutir?

David Britt disse...

Opa, tudo legal??? Vim conferir seu Blog. Muito bom mesmo...Vou colocar um link seu em meu Blog OK???

Espero que possamos trocar mais idéias que tal?
Grande abraço...

Godspeed...

Febo Vitoriano disse...

David, fico muito agradecido. Estou linkando o seu também...

Idem

Moda de Subculturas disse...

Quando os homens experimentarem modelos de saias sóbrios e que se adequem a personaliade deles, duvido que eles não queiram usar saia novamente... o que falta é dar a eles a possibilidade de experimentar...

Febo Vitoriano disse...

Com cereja!